Parceiros

Fórum grátis
Fórum grátis

The Awakening



http://www.zonkos.com.br/topsites/img.php?id=852
Lotus Graphics Darkness is Rising
Clima On

Ainda não disponível.
Anúncios

• Uma nova trama está sendo preparada!
• O sistema de quests será implantado em breve.
• Temos vagas para a Equipe do PD, St. Mungus, Aurores, Comensais e Ministério! Confira em Cargos e Funções.
• Temos vagas para professores do 1º e 5º ano, de uma olhada AQUI.
xOlá Convidado, estamos com uma ótima promoção para você!
Trazendo 5 amigos para o fórum, você ganhará gratuitamente um apartamento.
Trazendo 8 amigos você ganhará uma habilidade a sua escolha.
Não perca essa oportunidade, traga já seus amigos!
Mande-os enviar uma MP para The Deathly Hallows dizendo que foi você quem o chamou e pronto, assim que atingir o número certo o prêmio será seu.

{FP} CASTELLARI, Allana B. F.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{FP} CASTELLARI, Allana B. F.

Mensagem por Allana B. F. Castellari em Qui Ago 07 2014, 17:23







Allana Beatrice Fiore Castellari

Idade:  30 anos
Photoplayer:  Emma Stone  
Casa: (campo preenchido por ADM)
Nacionalidade:  Italiana

Pesonalidade
 Os outros a veem como alguém sensível, cautelosa, prática, cruel e cuidadosa. Como inteligente, talentoso, mas modesto. Não uma pessoa que faz amigos muito rápido e fácil, mas alguém extremamente leal aos amigos que faz e que espera a mesma lealdade deles. Aqueles que realmente a conhecem percebem que é difícil abalar sua confiança em amigos, mas também leva um bom tempo para recuperá-la se esta confiança se acaba.
Allana sempre foi o tipo estourada, então os conhecedores dessa personalidade tentam não irritá-la fácil ou desnecessariamente, por causa desse temperamento, muitas vezes os próprios irmãos procuravam se manter afastados dela, para não haver maior confusão. É responsável e independente, tem uma aversão terrível aos homens e suas ações, para ela, são todos iguais e piores que cachorros. A única pessoa que realmente conheceu o jeito doce da mulher fora seu filho pequeno, Alex.  

História

Allana Beatrice Fiore Castellari nasceu aos 28 dias de dezembro de mil novecentos e oitenta e nove. Àquele dia, os santos pareciam estar olhando para ela dos céus e agraciando sua família, porque a extensa neve que caía cessara um pouco, deixando apenas poucos flocos caírem. Todos pareciam felizes por tê-la ali, com eles, finalmente, afinal, foram muitos anos tentando uma menina até sua chegada.

Filha de pais italianos extremamente influentes, sua infância fora repleta de diversão com os irmãos mais velhos e a recém-chegada irmã mais nova, e com essa diversão a menina cresceu tranquila e sorridente, e era ainda um amor de pessoa! Quem a via, realmente se encantava com a garota, muito educada, gentil e carinhosa, se preocupava mais com as pessoas do que com si própria, assim cresceu Allana.  Sua relação com os pais era consideravelmente boa e com seus irmãos também, mas com esses ela sempre se fechava mais.

Como dizia ao entrar em Hogwarts para seu primeiro e ir para a Sonserina, Allana era la regina del mondo e isso a fez não ter muitos amigos por um longo tempo. Em seu quinto ano, Allana conheceu um garoto e seu nome era Alexander, se tornaram muito amigos e isso acabou fazendo-os engatar em um relacionamento, que durou até seus vinte e seis anos, ano esse que o garoto a abandonou com a criança para fugir com outra família dele. Isso abalou-a completamente e a fez procurar emprego em Hogwarts, foi aceita para professora de Transfiguração, matéria em que ela era realmente boa docente.

Dois anos após ingressar no ensino das artes transfiguratórias, Allana foi convidada a assumir a direção da Grifinória, casa essa que necessitava urgentemente de um diretor. Era odiada pelos alunos por não “incentivá-los”, mas o que ela queria era que eles tomassem conta de suas responsabilidades sozinhos, sem a ajuda de um adulto o tempo todo. Por isso, a professora vinha sendo duramente criticada, então decidiu assumir uma carranca pior, ser uma professora má com os alunos. Coisa que não deu muito certo. Hoje tenta construir uma amizade firme com seus irmãos, principalmente com a irmã que é colega de profissão.


Post

Cargo: Professora de Transfiguração e diretora da Grifinória
Post:
Novamente, talvez um pouco adiantada demais. Isso ainda continuava sendo um ponto a mais, quem sabe a menos?, para mim. Ethan me havia avisado que Alex estava muito bem e que me mandou um grande beijo e pediu para que eu arrasasse na aula. Escrevi uma enorme carta e bem mais de 90% era destinada a Alex. Meus materiais há muito estavam pronto e só esperava a aula ansiosamente.

– Tempus! – E magicamente a hora apareceu. Faltavam alguns minutos para o café da manhã e eu não tinha absolutamente nada para fazer. Decidi, mesmo que cedo, sair do quarto e ir andar um pouco, talvez ir até o salão. Os corredores aos poucos estavam um pouco cheios de gente e, por eu ser uma antiga substituta, faziam pouco caso de mim, à exceção de alguns que me cumprimentaram.

Após andar igualando-me às tartarugas, decidir enfim rumar ao Grande Salão para poder fazer meu desjejum e ir finalmente dar aula. Aos poucos, ingressei em uma conversa com Amber enquanto comia algumas torradas e um suco de abóbora o que seria o suficiente para mim durante a manhã. Após acabar com meu suco, despedi-me dela e caminhei em direção à sala de aula.

Como esperado, fui a primeira a chegar, portanto com um chacoalhar da varinha arrumei as carteiras em um semicírculo deixando a minha mesa ao lado do quadro. Aos poucos, os alunos foram chegando enquanto isso, escrevi manualmente:

Transfiguração – Transformação pontual e transformação bruta – Lei de Gump.

Os poucos que chegaram, murmuravam confusos sobre o paradeiro do professor anterior e tentavam me chamar à atenção, porém sentei-me na ponta da mesa, esperando todos chegar.

Assim que soou o sino, levantei-me e sorridente prostrei-me entre o final de uma volta a outra, olhando-os, reconhecendo algumas carinhas. – Bom dia, queridos! Alguns de vocês já me conhecem de outros carnavais e outros me conhecerão agora. Sou Allana Barnes Lewis, sua nova professora de Transfiguração e diretora da Grifinória. Antes de qualquer coisa, nada de brincadeira com as varinhas e infelizmente será teórica a nossa primeira aula. - Ouvi murmurinhos pelas salas, alguns contentes e outros felizes. – Fiquem felizes, sim? Teoria antes da prática. Se forem bons meninos e meninas posso liberá-los mais cedo. – Sorri, cruzando os braços frente ao peito. Dessa vez, os murmúrios eram de aprovação.

Esperei um pouco os ânimos deles se acalmarem, arqueando as sobrancelhas e fazendo sinais de positivo com os dedos olhando os grupinhos que conversavam, um pouco depois, novamente o silêncio. – Pois bem, vamos dar uma revisada. A arte transfiguratória consiste, basicamente, na metamorfose da matéria, ou seja, na reorganização dos átomos permitindo a alteração de objetos em seres e pessoas, e vice-versa. Muitas vezes, poderíamos associar a reorganização dos átomos à Química, disciplina trouxa.  Hoje em dia, praticamente, o seu uso está relacionado apenas à alteração de determinados objetos, à animação de objetos inanimados e à transfiguração de partes do corpo de uma pessoa em outra coisa. Também está dentro da Transfiguração o poder da ilusão, da conjuração, do desaparecimento e do duplicamento, ou seja, a Transfiguração é algo necessário para nós tanto no dia-a-dia quanto para um tempo de descanso.

Observei suas carinhas por um momento, antes de continuar. Pude notar que alguns anotavam em tópicos o que eu estava falando enquanto outros simplesmente pareciam dormir nas carteiras. – Os ramos da Transfiguração são divididos em blocos, a princípio. O primeiro bloco trata do campo das transformações, que, como o próprio nome diz, versa sobre as mudanças que um corpo (seja ele animado ou inanimado) pode sofrer; e o segundo trata do campo da criação e do desaparecimento, que permite o bruxo iludir, conjurar, duplicar e desaparecer objetos. – Com um aceno da varinha, uma figura apareceu no quadro.
Spoiler:
http://1.bp.blogspot.com/_l_kUVkwQBqQ/SmUY8FNp9WI/AAAAAAAAAAU/g6dCMX3QtLw/s320/Sem+t%C3%ADtulo.jpg" alt="" />

– Gostaria que se atentassem às Transformações Pontuais e às Transformações Brutas. – Com um novo aceno da varinha, a imagem desaparecera e um texto começou a aparecer.
Quadro:

Dentro do bloco das transformações, novamente o meio acadêmico divide este gênero em dois outros grupos: transformação pontual, que é todo e qualquer ato de realizar transformação em objetos, animais e seres humanos através de uma única característica básica, seja ela física ou organoléptica - o efeito final não altera todo o produto e sim apenas uma parte dele; e a transformação bruta, que é todo e qualquer ato de realizar transfiguração em objetos, animais e seres humanos. Em suma, são transformações que não se baseiam em apenas uma característica, mas sim num conjunto delas, tornando-as ainda mais complexas.

A transformação pontual pode ser entendida e praticada através do conhecimento que se tem da propriedade dos objetos. Pode ser dividida em três substratos: propriedades físicas, propriedades químicas e propriedades organolépticas.

A transformação bruta é aquela em que seus conceitos estão diretamente ligados ao Quadro de Fases criado pelo bruxo Marvin, o Tenebroso, na ocasião do Conselho de Magia Transfiguratória realizado em 1215, em Viena. Marvin também foi o criador do Quadro de Classes, primordial para o ato ou efeito de transfigurar. Ao unir os dois quadros, Marvin, o Tenebroso, passou a ser conhecido como o pai da Teoria das Transfigurações.

– Pois bem, como diz o texto, a transformação pontual seria algo mais simples em teoria, porém difícil em prática, até porque você precisa ter um conhecimento sobre a propriedade dos objetos, e, assim, é necessário saber basicamente do que é composto tal objeto. E a bruta é a baseada em Marvin, tendo seus conceitos definidos  e arranjados em um quadro por ele. Gravem bem esse nome.
Quadro:
– Classes: Dedicação (relacionado ao ato de aplicar-se, entregar-se ao efeito que se deseja fazer); Concentração (fazer condensar, convergir os pensamentos em função da tarefa que se deseja manipular); Destreza (facilidade e habilidade de manobrar a varinha); e Controle (ter sob o seu domínio o poder do feitiço transfiguratório).

– Fases: Transformação de Objeto Inanimado para Objeto Inanimado (ou Transformação Objetiva); Transformação de Objeto Inanimado para Seres Vivos (ou Transformação Complexa); Transformação de Humanos ou Seres Vivos para Objetos Inanimados (ou Objetomorfomagia); e Transformação de Humanos para Seres Vivos (ou Animagia).

Conforme descrito acima, no campo da transformação existem quatro fases. Estas fases crescem de acordo com o nível de dificuldade. As classes são os atos que antecedem qualquer transformação, portanto, devem estar bastante fixadas na mente do bruxo. Se não houver dedicação, concentração, destreza e controle não será necessário dar-se ao trabalho de aprender o resto. Aplicam-se, além destas fases, a Transmutação, a Transubstancial e Metamorfomagia.


Esperei-os acabarem de copiar enquanto já me preparava para falar da lei de Gump, assunto esse que me interessava muito. – Vamos agora falar da lei de Gump. São cinco suas exceções. A Comida, os Animais Mágicos, o Ouro e os Elementos Preciosos, os Objetos Animados e os Seres Vivos, penas à mão.
Lei de Gump:
É importante ressaltar que os dois campos citados acima estão limitados e submissos a determinadas regras. Existem, no tocante a arte transfiguratória, cinco principais exceções à Lei de Gamp, legislação fundamental que versa sobre o que pode e o que não pode conjurar e transfigurar no mundo mágico:

– 1ª exceção: "a Comida"; ela pode ser convocada se a pessoa souber onde achá-la. Em meio a isso, a comida pode ser transformada e ter aumentada a sua quantidade; porém, não pode ser produzida comida "do nada".

– 2ª exceção: "o Ouro e os Elementos Preciosos"; eles podem ser convocados se a pessoa souber onde achá-los. Podem ser transformados, mas não podem ser duplicados, nem ter as suas quantidades aumentadas ou produzidos magicamente. Inclui-se também nessa regra o dinheiro de papel utilizado pelos trouxas.

– 3ª exceção: “os Animais Mágicos”; eles podem ser convocados se a pessoa souber onde achá-los. Não podem ser criados, duplicados ou transformados, embora haja a possibilidade de iludi-los ou fazê-los desaparecer - num tempo bem menor se comparado a um objeto comum.

– 4ª exceção: "os Objetos Animados"; eles podem ser convocados se a pessoa souber onde achá-los, podem ser criados (embora não duradouramente) e transformados. Determinados objetos animados não podem desaparecer (a menos que seu surgimento não seja feita de forma natural).

– 5ª exceção: “os Seres Vivos”; não se pode convocar um ser vivo, tão menos conjurar, duplicar ou desaparecer. Podem ser transformados ou criados a partir de uma ilusão. Não se ressuscita de forma plena um ser vivo, pois a mágica não pode levantar os vivos.

– Acabou, crianças, podem relaxar. – Sorrio – Como já está dizendo no texto, se você souber onde achar você pode convocar os elementos, mas nunca fazê-los surgir do nada, pois do nada, nada vem e do nada ao nada voltará. Por hoje é só, antes de irem quero que pesquisem sobre Gump e me enviem por coruja sua pesquisa. Podem ir. – Acenei e os alunos foram dispensados e um ou dois alunos ficaram para tirar alguma dúvida não sanada. Assim que todos se foram, retirei-me também indo para os meus aposentos.



Transfiguração X Filhos <3 X Because I'm so good to you.
credits @
avatar
Allana B. F. Castellari
Diretora de Casa
Diretora de Casa

Mensagens : 11
Data de inscrição : 17/04/2014
Idade : 33
Localização : Hogwarts

Perfil Bruxo
Ano Escolar:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {FP} CASTELLARI, Allana B. F.

Mensagem por Relíquias da Morte em Sex Ago 15 2014, 22:24

Lista de Feitiços
avatar
Relíquias da Morte
Administrador
Administrador

Mensagens : 118
Data de inscrição : 08/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {FP} CASTELLARI, Allana B. F.

Mensagem por The Deathly Hallows em Sex Ago 15 2014, 22:24

O membro 'Relíquias da Morte' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Feitiços Adultos' : 6, 9, 4
avatar
The Deathly Hallows
Administrador
Administrador

Mensagens : 190
Data de inscrição : 24/12/2013

Perfil Bruxo
Ano Escolar:

Ver perfil do usuário http://thehogwarts-rpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {FP} CASTELLARI, Allana B. F.

Mensagem por Relíquias da Morte em Sex Ago 15 2014, 22:29






Lista de Feitiços



Todos os feitiços do 1° ao 7° ano
 
Lista de Feitiços Adultos
 
Crucio - Causa uma dor terrível e se usada em excesso pode causar danos irreversíveis no alvo.
CÓDIGO: 6
 
Regimen Radix - Dá ao usuário a capacidade de controlar um número considerável de raízes que brotam do solo após o uso do feitiço. Só pode ser usado onde há solo puro. Não pode ser defendido com Finite Incantatem.
CÓDIGO: 9
 
Orbis - Faz a vitima rodopiar em um redemoinho, sendo posteriormente desintegrada, caso não seja "destruída" antes.
CÓDIGO: 4
 
Thank's for @Lovatic, Cupcake Graphics

 
 
 

avatar
Relíquias da Morte
Administrador
Administrador

Mensagens : 118
Data de inscrição : 08/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {FP} CASTELLARI, Allana B. F.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum